EN / PT
Galeria Luciana Brito

Caio Reisewitz: Aterro

LB News
  • Caio Reisewitz, Poinciana Régia, 2016, Fotografia, 190 x 280 cm
    1/5

Caio Reisewitz: Aterro

A abertura da primeira individual de Caio Reisewitz (São Paulo, 1967) no novo espaço da Luciana Brito Galeria, Aterro, acontece em 03 de setembro de 2016 (sábado). Com curadoria de Guilherme Wisnik, a mostra é composta por oito fotografias inéditas realizadas no Aterro do Flamengo, um dos mais famosos projetos paisagísticos de Burle Marx localizado no Rio de Janeiro.

 

O Aterro de Caio Reisewitz é uma paisagem onírica, vista como que em estado de sono, ou vigília, em que a noite e dia se confundem. As imagens, todas noturnas, ganham tons fantasiosos devido à iluminação artificial do Aterro, estabelecendo um diálogo com as primeiras fotografias a cor produzidas por Marc Ferrez, em 1914, que também são referências neste projeto.

 

O artista paulistano lida com patrimônios arquitetônicos e paisagísticos da modernidade brasileira criando cruzamentos discretamente delirantes entre exuberância da natureza tropical e as linhas sóbrias da construção moderna; agora, em Aterro, desloca o diálogo com a arquitetura para a escala urbana. Não vemos pessoas nem edifícios nessas fotos, apenas a natureza projetada e construída sobre uma particular luz noturna.

 

Este jardim gigante que virou floresta, onde até mesmo a lua cheia é mimetizada por postes de luz gigantescos, escondidos pelas copas das árvores, aparece como epítome da construção do real, da natureza como simulacro.

 

Caio Reisewitz apresentou recentemente individuais em instituições internacionais de renome como o ICP - Internacional Center for Photography (Nova York, 2014), o Huis Marseille Museum voor Fotografie (Amsterdam, 2015) e a Maison Européenne de la Photographie (Paris, 2015). Ano passado, também em Paris, apresentou a individual Plantes, Pavillions et Pétrole [Plantas, Pavilhões e Petróleo]. Em 2007, foi selecionado para representar o Brasil na 51a Bienal de Veneza.

 

Art Weekend

A abertura das exposições integra a programação do Art Weekend, que acontece no final de semana prévio à inauguração da 32a Bienal de São Paulo. A ação é coordenada pelo Projeto Latitude, da Abact (Associação Brasileira de Arte Contemporânea) – atualmente sob presidência de Luciana Brito – e tem por objetivo criar um circuito de arte contemporânea através da cidade, com diversas aberturas simultâneas. 

 

Durante o Art Weekend a galeria permanece aberta na sexta-feira, das 17 às 22h, e no sábado e domingo das 12 às 20h.

Composta exclusivamente por obras inéditas, a mostra de Caio Reisewitz retrata o paisagismo do Aterro do Flamengo com um olhar especial. A curadoria é de Guilherme Wisnik. 

 

abertura: 03/09/2016, 12h – 20h

visitação: 04/09/2016 – 22/10/2016

Art Weekend: 02/09, 17h – 22h; 03 e 04/09, 12h – 20h