EN / PT
Galeria Luciana Brito

Tobias Putrih: Compressões

LB News
  • Tobias Putrih, Compressões (detalhe), 2016
    1/10

Tobias Putrih: Compressões

Representado pela galeria há três anos, Tobias Putrih (Eslovênia, 1972) apresenta sua primeira individual na Luciana Brito Galeria, Compressões. A partir da ideia de Rino Levi de uma sala de estar comprimida entre duas camadas de jardim tropical – também projetado por Burle Marx –, telas de papelão corrugado extensível formam barreiras semitransparentes no espaço expositivo. O material (bastante flexível, industrialmente utilizado para o preenchimento de portas) é manipulado por sutis compressões. O artista usa pregadores de roupa coloridos para desenvolver distorções visuais lúdicas, ao mesmo tempo controlando a transparência visual dos painéis. A instalação compreende 13 painéis suspensos pelo teto, redefinindo a “sala de estar” da casa de Levi e direcionando o olhar do público ao jardim. 

 

Esta estrutura flexível de papelão corrugado é encarada pelo artista como uma estrutura “aberta”, e diferentes distorções são propostas para possíveis cenários lúdicos. Apresentando frequentemente suas esculturas e instalações arquitetônicas como objetos e espaços performativos, Putrih tem um interesse fundamental na funcionalidade e possibilidade de interação dos visitantes com os objetos. Neste caso, a galeria irá realizar um workshop com crianças de uma escola local em que elas poderão criar seus próprios painéis e construções utilizando papelão corrugado, tesouras, cola de papel e pregadores de roupa.

 

A mostra ainda inclui uma segunda instalação criada pelo artista a partir de cinco pequenas pedras instaladas sobre as molduras de cinco impressões a jato de tinta. Na caverna pré-histórica Potocka Zijalka – localizada na fronteira montanhosa entre a Eslovênia e a Áustria – o artista coletou pedras e mediu a quantidade de luz dos locais onde as encontrou. Essas medidas – da entrada ensolarada da caverna à escuridão de sua profundidade – foram então traduzidas em impressões monocromáticas, do branco a diferentes gradações de cinza e preto.

 

Questionando o valor performativo de pedras arbitrárias encontradas em uma caverna, Putrih aponta ao espectador uma imagem vazia. Ele novamente coloca a obras de arte como um cenário, oferecendo ao visitante um protocolo simples e arbitrário de engajamento com uma pedra qualquer encontrada dentro de uma caverna.

 

Art Weekend

A abertura das exposições integra a programação do Art Weekend, que acontece no final de semana prévio à inauguração da 32a Bienal de São Paulo. A ação é coordenada pelo Projeto Latitude, da Abact (Associação Brasileira de Arte Contemporânea) – atualmente sob presidência de Luciana Brito – e tem por objetivo criar um circuito de arte contemporânea através da cidade, com diversas aberturas simultâneas. 

 

Durante o Art Weekend a galeria permanece aberta na sexta-feira, das 17 às 22h, e no sábado e domingo das 12 às 20h.

O esloveno Tobias Putrih apresenta, na sua primeira individual na Luciana Brito Galeria, duas instalações inéditas concebidas a partir de alguns conceitos arquitetônicos da casa que a Galeria ocupa.

 

abertura: 03/09/2016, 12h – 20h

visitação: 04/09/2016 – 22/10/2016

Art Weekend: 02/09, 17h – 22h; 03 e 04/09, 12h – 20h